Quando consultar um especialista

As dores de cabeça mais comuns, que levam o paciente a buscar um especialista, são caracterizadas como problemáticas ou incapacitantes. De maneira geral, são aquelas que fazem com que o paciente deixe de realizar atividades rotineiras em função da dor, levando-os a buscar repouso ou consumir uma quantidade exagerada de analgésicos.

Nesses casos, é necessário buscar a orientação de um médico neurologista, o profissional indicado para tratar todos os tipos de dores de cabeça. Ele fará uma avaliação criteriosa das causas do problema e indicará o tratamento mais adequado para tratar e prevenir a dor, melhorando sensivelmente a qualidade de vida do paciente.

Na primeira consulta com o neurologista, é importante que o paciente leve consigo todos os exames que já realizou para o problema que deseja tratar, inclusive aqueles resultantes de consultas com médicos de outras especialidades. Mesmo exames antigos são importantes, pois podem servir de comparativos de evolução ou regresso da doença.

Vale ressaltar que a avaliação é realizada a partir da análise de exames físicos e clínicos, bem como um estudo detalhado do histórico, sintomas e informações fornecidas pelo próprio paciente. A partir daí, é possível diagnosticar se as dores são decorrentes de algum outro problema ou doença, ou se trata-se de uma dor crônica, para que o médico indique o tratamento mais adequado.

A partir da consulta médica e dos relatos do paciente dos sintomas característicos de sua dor, é que o neurologista poderá avaliar se outros exames serão necessários, bem como o tipo de tratamento mais indicado para cada caso.